CO2 Refrigeração


SEPARADOR_DE_LIQUIDO_E_P_S.jpg

O fluxograma simplificado acima mostra um sistema de refrigeração tipo cascata onde temos um circuito de baixa temperatura com fluído refrigerante R-744 (CO2) que rejeita calor no trocador de calor tipo Casco e Placa (Plate & Shell) por condensação e, por sua vez este trocador é resfriado pelo circuito de refrigeração com R-717 (NH3-Amônia). Este evaporador/condensador é o coração do sistema CO2/NH3 e o correto dimensionamento deste equipamento permitirá atingir uma alta performance de todo o conjunto.


Ironicamente para alguns, este sistema une os especialistas em amônia (NH3) com os experts em H-CFC que passam a utilizar o CO2.


Este não é o único sistema aplicado para CO2, temos também os seguintes tipos:


  • Sub-crítico onde o regime de fuincionamento é muito semelhante ao convencional, operando apenas abaixo da pressão crítica do CO2 de 74 bar (31°C);


  • Transcrítico: que opera em pressões acima do ponto crítico do CO2 podendo chegar até 140 bar;


  • Sub-Crítico e Transcrítico: Este conceito é uma combinação dos dois anteriores, porém temos um compressor "descarregando" diretamente na sucção do sistema de alta pressão com um resfriador intermediário.

Futuramente falaremos sobre estes outros sistemas aplicando CO2 como refrigerante.